Como tratar o transtorno do estresse pós-traumático relacionado ao parto?

O parto sempre é um evento muito esperado, gera muita expectativa, medo, angústia, felicidade e desejo de logo ter o bebê nos braços.

Para muitas mulheres é o momento mais marcante e emocionante da vida e que nunca será esquecido.

Como nunca será esquecido, o parto traumático traz consequências devastadoras nas mulheres.

O parto traumático, que atinge de 20% a 45% das mulheres, é caracterizado pela sensação de que elas ou os bebês poderiam morrer ou sofrer graves lesões, causando muito medo, preocupações e desesperança, e pode evoluir para o transtorno do estresse pós-traumático (TEPT)

O TEPT relacionado ao parto acomete cerca de 4% das mães e os critérios para o diagnóstico são reviver a experiência traumática com pensamentos intrusivos e sem controle do momento do parto e ter as mesmas sensações que teve no momento. Por isso, passa a evitar as situações que lembram o trauma como consultórios médicos, a região da maternidade e não ver as fotos do recém nascido. Para ler sobre o Parto Traumático, clique aqui.

Essas mulheres costumam ter a sensação de estarem sempre em alerta, hiper vigilante, preocupadas em excesso, insônia e com pesadelos sobre o parto. (fonte: Women’s Mental Health)

Existem medicações psicotrópicas para o tratamento e a escolha se baseia nos sintomas predominantes. A maioria das medicações é compatível com a amamentação.

Nem só de medicação o tratamento se baseia.

As técnicas de terapia se mostram muito eficazes como a terapia cognitiva comportamental, dialética comportamental e a EMDR (dessensibilização e reprocessamento por meio de movimentos oculares).

O impacto do TEPT atinge a mãe, o bebê, o relacionamento conjugal e as futuras decisões sobre ter outro filho.

O sofrimento causado pelo TEPT é muito intenso e por isso sempre vale a pena o tratamento.

Esse Blog é apenas de carácter informativo e qualquer conduta médica deve ser feita única e exclusivamente por um médico. 

 

Caso queira entrar em contato, e marcar uma consulta, por favor clique aqui. 

Como tratar o transtorno do estresse pós-traumático relacionado ao parto?

Deixe uma Mensagem

Rolar para o topo
%d blogueiros gostam disto: