dia das maes

Como você se sente no Dia das Mães?

Hoje é o Dia das Mães e a comemoração é quase certa. Quais sentimentos aparecem?

Os primeiros sentimentos costumam ser de felicidade, alegria, amor, gratidão, orgulho.

Mas quem nunca se sentiu incapaz, péssima mãe e culpa?

Aliás, existe uma famosa frase “nasce uma mãe, nasce uma culpa”!

Nasce uma mãe, nasce uma culpa!

A grande marca da maternidade é a ambivalência afetiva. Não importa se os filhos têm meses ou são crianças ou adolescentes ou adultos, a ambivalência sempre vem.

O que é ambivalência afetiva?

São sentimento contraditórios e que aparecem ao mesmo tempo.

A mãe está feliz, sente-se muito grata pelos filhos, sente o tal amor incondicional, mas também se questiona se está fazendo tudo certo, se consegue suprir as necessidades físicas e emocionais dos filhos.

Se acontece alguma coisa que a mãe não queria para os filhos vem logo o pensamento “Por que isso aconteceu? O que fiz de errado? Por que não percebi isso antes? Onde errei?” e em seguida a culpa.

dia das maes

No auge da exaustão física e emocional por cuidar dos filhos e se dedicar tanto a eles, vem a vontade de ter a vida que tinha antes da maternidade. Como era bom não ser responsável por uma criança, se dedicar a você mesma, chegar em casa e descansar, não ver desenho o tempo todo e nem saber de cor todas as musiquinhas infantis, dormir até tarde no domingo e comer besteira o quanto quisesse.

E de novo aparece a culpa, “será que não amo os meus filhos? Só tenho a agradecer e ainda sim reclamo?”.

Calma, se isso acontece com você é porque você é normal e está no caminho certo.

Nunca teremos o controle de tudo e nem nada na vida, com os filhos não será diferente.

Faça o melhor que você conseguir e se estiver difícil, divida suas angústias e medos com outras mães que te entenderão porque sentem as mesmas coisas.

Relaxe e perceba que você nunca irá suprir as demandas deles. Isso faz parte do desenvolvimento.

Des-Envolver

Primeiro nos envolvemos totalmente com os filhos, mãe e bebê são a mesma coisa, mas à medida que o tempo passar precisamos nos des-envolver, temos que nos distanciar um pouco para que eles sigam o seu caminho e aprendam como a vida é.

Enquanto escrevo esse texto, minha filha de 6 anos me interrompe o tempo todo, “Mamãe, quero chá”, “Mamãe, não gostei do chá, posso tomar o seu?”, “Vamos passear hoje?”, “Vamos fazer um bolo”?, “Como escreve banana?”.

Tento me dividir, escrevo um pouco, paro e dou atenção a ela. Provavelmente, levarei muito mais tempo para terminar o texto do que gostaria e não acho que ficará exatamente do jeito que quero.

Paciência, estou fazendo o melhor que posso.

Bem vinda à maternidade e Feliz Dia das Mães.

Como você se sente no Dia das Mães?

Um pensamento em “Como você se sente no Dia das Mães?

  1. Querida Dra Juliana, Feliz dia das Mães pra vc tb.
    Realmente ,ser Mãe é uma caixinha de surpresa ,onde todos os dias somos capacitadas pra melhor desenvolver o nosso aprendizado de ser Mãe

Deixe uma Mensagem

Rolar para o topo
%d blogueiros gostam disto: